17 de agosto de 2016

Na expectativa da aprovação dos cassinos, o arquiteto Ênio Faquetti, da Arquipólis, está há mais de um ano projetando o Waterfront Barra Sul e vai inscrevê-lo no Edital da prefeitura. “Com a aprovação, cada estado, com exceção dos três maiores, receberá licença para um cassino, então é hora de habilitarmos Balneário Camboriú”, disse Faquetti.

“Seria um equipamento do município, quis dar esse caráter público para esse carro-chefe que estará associado a outros equipamentos”, detalhou.

Ele entende que a Barra Sul é o local ideal, contando com o engordamento da faixa de areia.

O projeto prevê um Complexo do Cassino com Hotel e Casas Noturnas (onde hoje está o estacionamento da Bontur); uma Marina Pública com helipontos e um Terminal Marítimo, com transporte por catamarãs. Na extensão do Molhe da Barra Sul, uma conexão com o BC Port, um Aquário gigante que seria uma atração turística e educacional; Show de Águas; Esportes Náuticos (Skate Park, Beach Tennis, Tenda de esportes); Playground; Áreas Verdes com sombra; Espaço Gastronomia, um Palco semi coberto para show e conectar, via Passarela, o acesso ao Centro Histórico e ao Mercado Público da Barra. Também está prevista a urbanização de toda a borda do rio.

“É um projeto de cidade e será uma referência para Balneário, nós precisamos planejar o que desejamos para o futuro de nossa cidade. Este é um projeto planejado para este futuro”, disse Faquetti.